Seja Dizimista

Rádio Catedral

rdio

Litugia Diária

 

Facebook

Laicato organizado: testemunho de comunhão e participação

I - Notas sobre o testemunho no Novo Testamento.

A- O testemunho aparece no Evangelho de João como qualificativo dos discípulos: "testemunhas" do mistério do sofrimento (paixão) e ressurreição de Cristo: "Assim está escrito que o Cristo devia sofrer e ressuscitar dos mortos ao terceiro dia, e que, em seu nome fosse proclamado o arrependimento para a remissão dos pecados a todas as nações, a começar por Jerusalém. Vós sois testemunhas disso" (Jo 24,46-48).

Assim o testemunho é antes de tudo uma atitude dos discípulos de Jesus, atitude de manifestação do Mistério da Salvação. O seguimento a Jesus Cristo exige uma ativa participação no anúncio/testemunho do núcleo da fé cristã: Paixão-Ressurreição.

B- O testemunho do discípulos João, como vemos no evangelho, tem credibilidade, pois o discípulos "conhece e permanece" em Cristo:

"Discípulos que dá testemunho dessas coisas; e sabemos que seu testemunho é verdadeiro" (Jo 21,24 a e c).

Para o testemunho liga-se ao mandato missionário de caminhar na vida anunciando ao Evangelho e ao Senhor, cooperando para a transformação de corações, mentes, vidas e estrutruas:

"Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura" (Mc 16, 15). "Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos" (Mt 28,19a).

D- Nós, porém somos pecadores, imperfeitos, limitados... Mas o Senhor nos escolheu e o Espírito nos capacita para sermos Testemunhas, quando testemunhamos é o Espírito que se manifesta em nós, que fala em nós:

"Mas recebereis uma força; a do Espírito Santo que descerá sobre vós; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e a Samaria e até os confins da terra" (At 1,8).

II - Notas sobre o testemunho com exigência para todo o Povo de Deus.

A- Para as primeiras comunidades o testemunho levou ao martírio, á doação de vidas para a programação do Evangelho, a tradição mais antiga da Igreja traz o testemunho de homens e mulheres que morreram Testemunhando. Dar a vida para testemunhar o nome de Jesus: Este é o desafio maior da vida cristã. Doação de vida esta que se faz - por causa da situação histórica - não mais pela morte corporal, mas pela doação cotidiana: atuação firme de fé engajada, transformadora, fermentadora na vida familiar, comunitária, social.

B- Toda comunidade cristã é, portanto desafiada a testemunhar a suas fé no mundo e apresentar uma proposta de amor e de salvação, que nasce do coração do Pai, da vida do Filho e do amor do Espírito e se derrama como chuva sobre a humanidade, que deve perceber na comunidade cristã (Igreja) uma Testemunha fiel deste projeto.

C- Para os fiéis cristãos leigos e leigas, o desafio de Testemunhar sua fé em Jesus e anunciar a salvação além de imperativo Evangélico é desafio que está ligado ao estado de vida: á índole própria - estado ou condição secular.

D- Vivemos no mundo (não somos do mundo, mas vivemos nele) nele é que trabalhamos, estudamos, nos divertimos, constituímos família votamos, produzimos e reproduzimos a cultura e os bens com a nossa atuação, lidamos com o dinheiro, dirigimos, navegamos na internet, vemos TV, ouvimos música, interagimos com os outros... Enfim estamos - mais do que quaisquer outros membros da comunidade cristã - no "por dentro" da cultura e das estruturas sociais. Ai, no mudo complexo e plural somos chamados a Testemunhar.

E- Em uma sociedade complexa, como esta em que vivemos, o testemunho individual é importante, mas não esgota todas as possibilidades. O desafio para nosso tempo é aglutinar os cristãos em um espaço coletivo de amadurecimento da fé, da espiritualidade assim como das ações a serem desenvolvidas em visa da missão.

III - Nota sobre os campos de testemunho em nosso tempo

A- Economia: No campo da economia global, mas que se expressa em nosso dia a dia vemos o aprofundamento da valorização do capital em prejuízo da pessoa humana. os (contra) valores são o consumismo, a busca do bem estar individual, a corrida pelos bens materiais e a ausência de preocupação com os excluídos dos processos econômicos (através do desemprego, baixa escolaridade, sub-emprego, emprego informal). Neste contexto o que significa Testemunhar o Evangelho? Na vida pessoa e familiar, ma também na vida comunitária e social.

B- Política: Neste campo o desafio é Testemunhar que é possível exercer (com vergonha na cara o amor no coração) a arte de buscar o bem comum. Recriando na política a idéia de um Estado (estruturas políticas) que se ocupam de atender as necessidades dos mais fracos e defender a dignidade igual de todas as pessoas, que as ouve em seus problemas e propostas de soluções... Afastando a omissão (deixar ao mercado a solução), a corrupção, o autoritarismo.

C- Sociedade: O desafio é Testemunhar a vivência social baseada na ética, no valor da pessoa humana, superando a violência, a exclusão, o racismo, o sexismo, o classismo. A comunidade cristã deve ser ela mesma um lugar/espaço de inclusão das pessoas.

D- Cultura e Religiões: O desfio é o respeito e amor aos valores religiosos e culturais dos diversos grupos. Um característica do nosso tempo é o respeito à pluralidade das expressões religiosas e culturais. O desafio é mostrar pelo Testemunho que temos uma proposta original. O mundo dos meios de comunicação social, das universidades, escolas são campos serem lavrados pelos cristãos.

IV - Notas sobre os desafio e a forma de organização da tarefa evangelizadora dos leigos

A- É necessário que a própria comunidade cristã reconheça nos leigos e leigas discípulos chamados para Testemunhar e, não infantilize os ou considere inferiores dentro da comunidade, mas valorize sua vocação como membros de uma comunidade toda vocacionada para santificar o mundo.

B- Os leigos são desafiados a uma colegialidade entre iguais e com toda a Igreja, por isso devem ser incentivadas as associatividades. Os Conselhos de Leigos/as são espaços próprios para o amadurecimento da fé e da missão, a partir da vocação laical. Eles são um claro Testemunho de comunhão e participação para toda a vida da Igreja. Uma Igreja madura tem um laicato maduro.

C- Os Conselhos de Leigos devem esforçar-se para manter núcleos de organização laical para criar espaços de vivência da fé e possibilitar uma reflexão comunitária do campo de missão e para organizar as formas de Testemunho na realidade mais imediata destes leigos/as nucleados.

D- Um constante esforço par implementar projetos de formação para os leigos e leigas capacitará esta parcela do Povo de Deus para uma consciência cristã mais amadurecida e apta ao Testemunho.

E- Representa também um desafio, nos nossos dias, evidenciar o rosto de uma Igreja plural: masculina, feminina, adulta, jovem, infantil, negra, indígena, mestiça... Mostrar à sociedade uma identidade de Igreja viva, pulsante. Testemunha!

Praça Dom Emanuel, s/n Setor Central – Goiânia-GO 74030-140
E-mail: contato@catedralgo.com.br
Telefone: (62) 3223-4581 / 3225-0339 Fax: (62) 3229-4115